PIB Dourados

o valor da honra

Jul 11, 2015 Ler 1355 vezes

      “Deem a cada um o que lhe é devido… se honra, honra.” (Rm 13.7)

O que vem à sua mente quando você ouve a palavra HONRA? Farei algumas perguntas para fomentar a sua reflexão: você sabe o que é honra? A quem devo honrar? Pergunte a si mesmo: eu gostaria de ser tratado com honra? Você sabe o que isto significa no mundo espiritual, sua prática para a sociedade e nossos relacionamentos sociais? Você sabe o que isso atrai para sua vida e espírito? Você tem exercitado este princípio?
 Infelizmente esse princípio tem sido esquecido em nossa sociedade pós-moderna e parece que quem deseja mantê-lo vivo se torna uma pessoa antiquada e alienada. Os mais antigos se lembram da honra que era dada em especial aos pais, professores, autoridades espirituais e patrões. A palavra honra está caindo em desuso; contudo o
preço que estamos pagando como sociedade organizada é muito caro.

Efésios 6:2-3
“Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.”

A IMPORTÂNCIA DE HONRAR AS ORIGENS
O quarto mandamento fundamenta o honrar os pais com uma promessa de bênção.
Se os filhos não honrarem os pais, estão cortando as raízes que os sustentam.

Honrar os pais significa participar de sua sabedoria e de sua experiência. Significa levar em consideração a raiz da sua própria existência.
Quando desprezamos os nossos pais, estamos desprezando a nós mesmos.
Efésios 6:1: “Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo”.
 Nenhum relacionamento na terra tem mais potencial para curar ou causar feridas como o relacionamento entre pais e filhos. O berço, a base para a formação do indivíduo é o relacionamento que ele cultiva com seus pais. Da qualidade desse relacionamento, nasce uma personalidade sadia ou deformada.

A visão de autoridade assimilada dentro de casa refletirá na maneira como lidaremos com as autoridades fora dela.
 A família é o berço de respeito às autoridades. As crianças aprendem na família que certos limites devem ser demarcados, certas experiências devem ser satisfeitas e certas pessoas devem ser respeitadas e obedecidas. O que uma criança aprende sobre autoridade dentro de casa vai determinar o modo como ela se relaciona com os professores, empregadores, líderes na igreja, autoridades civis, chefes na empresa e finalmente com Deus.
 Esse mandamento nos ensina que se quisermos ter um relacionamento correto com Deus, temos que ter um relacionamento correto com nossos pais.
“Honrar” não é o mesmo que “obedecer”. Podemos até obedecer “por fora” e desonrá-los “por dentro”!
 Nossa recompensa por obedecer aos mandamentos será a bênçãos de uma vida familiar harmoniosa – e isso é uma rica bênção de fato. Quando desfrutamos um relacionamento correto com Deus e com nossos pais, temos os mais importantes relacionamentos da vida em ordem – e a liberdade de estabelecer um relacionamento correto com o mundo.

O QUE VOCÊ TEM FEITO PARA HONRAR SEUS PAIS?
Ore pelo bem-estar físico e espiritual de seus pais.
Confesse (sem se desculpar) qualquer comportamento negligente ou pensamentos de sua parte em relação a obedecer ao mandamento divino de honrar seus pais.
Peça ao Espírito Santo sabedoria e sensibilidade para saber como honrar seus pais de modo pleno e genuíno. Por exemplo: Faça uma lista de coisas que você pode fazer para demonstrar honra a seus pais de maneiras que tenham significado para eles. Podem ser atos esporádicos ou itens contínuos.

Conclusão
Nós devemos honrar nossos pais com a maneira em que vivemos nossas vidas (3 João 2-4). Se quisermos honrar nosso Pai do céu (Malaquias 1:6-14), temos de aprender a dar a honra devida aos nossos pais na terra (Romanos 13:8).

HomeMinistériosPastoralo valor da honra Topo da Página